ILHA SANTA MARIA

O seu sonho está tão próximo.

AÇORES - TODOS OS PRODUTOS DISPONIVEIS ILHA SANTA MARIAAproveite, e viaje comHISTÓRIA

ILHA SANTA MARIAEstamos à sua espera noParaíso

A ilha de Santa Maria situa-se no extremo sudeste do arquipélago dos Açores, de que integra o Grupo Oriental. Tem uma superfície de 97,4 km² e uma população residente de 5 578 habitantes, distribuída pelas cinco freguesias que compõem o concelho de Vila do Porto, o único da ilha.

Geografia
Panorâmica da formação geológica (disjunção prismática) da Ribeira dos Maloés.
Detalhe da formação geológica (almofadas e disjunções prismáticas de basalto) na ponta do Castelo.
Detalhe da disjunção prismática na ponta do Castelo.
Aspecto do barreiro da Faneca.
Ilhéu do Romeiro, baía de São Lourenço.

Localizada a cerca de 100 km a sul da ilha de São Miguel e a cerca de 600 km da ilha das Flores, Santa Maria é a ilha mais oriental e a mais meridional do arquipélago. Fica compreendida entre os paralelos 36º 55' N e 37º 01' N e os meridianos 25º00' W e 25º 11' W. O seu formato é sensivelmente quadrangular e, sendo o comprimento máximo da respectiva diagonal de cerca de 15,5 quilómetros, entre a ponta do Castelo e a Sudeste e a ponta da Restinga, a Noroeste.[1]

Geologicamente é a mais antiga dos Açores, com formações que ultrapassam os 8,12 milhões de anos de idade,[2] sendo por isso a de vulcanismo mais remoto. Esta idade comparativamente avançada confere maturidade ao relevo e explica a presença de extensas formações de origem sedimentar onde se podem encontrar fósseis marinhos.[3]

Embora seja a única no arquipélago que não apresenta actividade vulcânica recente, também está sujeita a sismicidade relativamente elevada dada a sua proximidade ao troço final da Falha Glória (zona de fractura Açores-Gibraltar). Demonstram-no, por exemplo, os fortes sismos de Novembro de 1937 e de Maio de 1939, e a recente crise sísmica de Março de 2007.

Com apenas 97,4 km² de área emersa, apresenta forma grosseiramente oval, com um comprimento máximo no sentido noroeste-sudeste de 16,8 km, a ilha está dividida em duas regiões com aspecto geomorfológico nitidamente contrastante:

Uma extensa região aplanada e baixa, ocupando os dois terços ocidentais da ilha, com uma altitude máxima de 277 metros acima do nível do mar nos Piquinhos, com solos argilosos. A baixa altitude não permite a intercepção da humidade atmosférica, gerando um clima seco, que dá a esta região da ilha um carácter distintamente mediterrânico, em forte contraste com o resto do arquipélago. No extremo sudoeste desta zona aplainada situa-se Vila do Porto, a maior povoação da ilha (com cerca de 65% da população residente) e as freguesias de São Pedro e de Almagreira. O aeroporto de Santa Maria ocupa toda a faixa litoral oeste da ilha, aproveitando a paisagem naturalmente plana do local e a ausência de obstáculos nas suas zonas de aproximação. Na costa sudoeste, na foz das duas ribeiras que ali confluem, encontra-se uma profunda enseada onde se localiza o porto da Vila do Porto. Uma larga baía a norte, abriga o porto dos Anjos, o povoado mais antigo da ilha, e o local de desembarque dos marinheiros de Cristóvão Colombo.
O terço oriental da ilha é constituído por terras altas, muito acidentadas e esculpidas pela erosão. Nesta zona situa-se o ponto mais elevado da ilha, o Pico Alto, com 590 metros de altitude, e os picos das Cavacas (491 m) e Caldeira (481 m). A intercepção da humidade dos ventos leva à formação de nuvens orográficas em torno do pico, propiciando abundante precipitação oculta e dando à área condições para a existência de uma vegetação rica e de alguma agricultura. Nesta região situam-se as freguesias de Santa Bárbara e de Santo Espírito, as mais férteis da ilha.

A geologia da ilha caracteriza-se pela presença de um substrato basáltico deformado por fracturas que seguem uma orientação preferencial NW-SW, no qual está intercalada uma densa rede filoniana com a mesma orientação. Intercalados nos basaltos encontram-se algumas formações de carácter traquibasáltico. Sobre estes materiais encontram-se extensos depósitos fossilíferos, incrustados em depósitos calcários de origem marinha, formados num período de transgressão em que o oceano se encontraria a cerca de 40 metros acima do actual nível médio do mar. A presença destes depósitos, únicos nos Açores, originou na ilha uma indústria de extracção de calcário e fabrico de cal, que atingiu o seu auge no princípio do século XX, encontrando-se extinta.

Os depósitos fossilíferos de Santa Maria despertaram grande interesse da comunidade científica, levando a numerosos estudos paleontológicos, desenvolvidos a partir do terceiro quartel do século XIX. Publicaram estudos sobre os fósseis da ilha, entre outros, Georg Hartung (1860),[4] Reiss (1862),[5] Bronn (1860), Mayer (1864), Friedlander (1929) e José Agostinho (1937). A partir de 2002, com a criação de um grupo de investigação na Universidade dos Açores, dedicado em exclusivo ao estudo da paleontologia e da paleobiogeografia dos Açores, conseguiu-se potenciar de forma mais consistente a importância que os fósseis desta ilha dos Açores representam no contexto dos processos evolutivos no Nordeste do Atlântico, sendo actualmente reconhecida internacionalmente a riqueza e o valor do património paleontológico que Santa Maria encerra. A maioria dos grupos fósseis estudados em Santa Maria (ex: moluscos, equinodermes, corais, ostrácodes, cetáceos, tubarões fósseis ou mesmo as algas calcárias fósseis), têm revelado novidades científicas, com espécies novas para a ciência ou com novos registos para os Açores, praticamente em todas as 12 edições dos workshops de "Paleontologia em Ilhas Atlânticas". Resultado direto deste esforço de investigação são as dezenas de artigos publicados desde 2000 (Ávila et al., 2002; Ávila et al., 2007; Estevens & Ávila, 2007; Kirby et al., 2007; Madeira et al., 2007; Calado et al., 2007; Ávila et al., 2008a; Ávila et al., 2008b; Kroh et al., 2008; Janssen et al., 2008; Ávila et al., 2009a; Ávila et al., 2009b; Winkelmann et al., 2010; Madeira et al., 2011; Ávila et al., 2012; Meireles et al., 2012; Meireles et al., 2013; Meireles et al., 2014a; Meireles et al., 2014b; Rebelo et al., 2014; Ávila et al., 2015a; Ávila et al., 2015b; Ávila et al., 2015c; Santos et al., 2015; Ávila et al., 2016a; Ávila et al., 2016b; Rebelo et al., 2016a; Rebelo et al., 2016b; Uchman et al., 2016).

A importância científica dos depósitos fossilíferos levou à criação, pelo Decreto Legislativo Regional n.º 5/2005/A, de 13 de Maio, da Reserva Natural Regional do Figueiral e Prainha, incluindo o Monumento Natural da Pedreira do Campo, uma zona de particular interesse geológico.

A região ocidental da ilha está recoberta por um solo argiloso de cor avermelhada, resultante da profunda alteração de piroclastos de idade pliocénica, formados quando o clima da ilha era muito mais quente e húmido do que o actual e o nível médio do mar se situaria cerca de 100 metros abaixo do actual.[6] Nas imediações de Vila do Porto, aparecem espessos depósitos de barro vermelho que deram origem a uma importante indústria de olaria, hoje desaparecida, e à exportação de bolas de barro para Vila Franca do Campo e Lagoa, constituindo assim a principal matéria-prima da olaria tradicional micaelense.

A costa da ilha é em geral escarpada, atingindo os 340 metros de altura nas arribas do lugar da Rocha Alta. A ilha tem um conjunto de pontas muito pronunciadas (Ponta do Marvão, Ponta do Castelo e Ponta do Norte), demarcando algumas baías abrigadas onde aparecem praias de areias brancas (Baía de São Lourenço e Praia Formosa). Ao longo das costas de Santa Maria existem alguns ilhéus e rochedos de dimensão apreciável, com destaque para o ilhéu do Romeiro (São Lourenço), o ilhéu da Vila e o ilhéu das Lagoínhas.

Dada à sua baixa altitude, vegetação menos abundante e sua localização a Suste do arquipélago, a maior distância dos centros de baixa pressão que se deslocam nesta região do oceano Atlântico, - em geral de Sudeste para Nordeste, e determinantes da quase totalidade da precipitação nas ilhas açorianas -, a ilha tem um clima oceânico menos acentuado do que as demais ilhas do arquipélago, ameno e com grande insolação, aproximando-se das características do clima mediterrânico, com um Verão seco e quente, bem marcado, e um Inverno suave e pouco chuvoso. As temperaturas médias do ar oscilam entre os 14 °C e os 22 °C.

O povoamento é disperso, com as casas espalhadas por toda a ilha, formando pequenos núcleos ao longo das zonas mais ricas em água da parte ocidental e aninhadas nos vales da parte oriental. O maior povoado é Vila do Porto, à qual está ligado o complexo habitacional e cívico que nasceu em torno do aeroporto, restos da estrutura urbana da antiga base aérea americana dos tempos da Segunda Guerra Mundial. A habitação tradicional é em alvenaria de pedra, com rebocos pintados de branco, barras coloridas em torno das portas e janelas e grandes chaminés cilíndricas, fazendo lembrar as casas alentejanas e algarvias.

O relevo e a riqueza de contrastes entre a terra e o mar, a que se associa o equilíbrio arquitectónico dos povoados, conferem grande beleza à paisagem mariense.

O território da ilha constitui um único concelho, o de Vila do Porto, com uma população residente de 5 578 habitantes (2001), dividido em cinco freguesias:

Vila do Porto, com 2 997 habitantes (2001);
São Pedro, com 841 habitantes (2001);
Almagreira, com 537 habitantes (2001);
Santo Espírito, com 723 habitantes (2001);
Santa Bárbara, com 480 habitantes (2001).
2 a 23 Setembro 2021
From Desde 299€
3 Outubro a 9 Dezembro 2021
From 289€
1 a 22 Setembro 2021
From Desde 323€
6 Outubro a 8 Dezembro 2021
From 309€
2 a 23 Setembro 2021
From Desde 317€
3 Outubro a 9 Dezembro 2021
From 307€
1 a 22 Setembro 2021
From Desde 341€
6 Outubro a 8 Dezembro 2021
From 327€
2 a 23 Setembro 2021
From Desde 395€
3 de Outubro a 9 Dezembro 2021
From 385€
1 a 22 Setembro 2021
From Desde 419€
6 Outubro a 8 Dezembro 2021
From 405€
Sábados e 2ªa feiras
From 386€
Vários dias da semana
From 386€

TODAS AS ATIVIDADESViver e experiênciar aILHA SANTA MARIA

Somos especialistas em ilhas Portuguesas.

Consulte-nos e fique a saber as atividades que pode fazer na ILHA SANTA MARIA.

DESPORTOS DE NATUREZAMontanhas

BALÕES DE AR QUENTEVOOS

NATUREZA VIRGEMHiking

VISITE O PARAÍSOMaravilhas

HISTÓRIA DE EXPERIENCIASHistória e rotas

LOCAIS HISTÓRICOSMonumentos

VÁ DE VIAGEM!Distante e silencioso

É HORA DE FICAR A SABER OS MELHORES PREÇOS DO MERCADOSubscreva & viaje!

Conseguimos os melhores preços do mercado, porque estamos presentes localmente em todas as ilhas, o "Grupo Zenite" http://www.ZeniteGroup.com, já conta com 2 Hotéis na Ilha Terceira uma agência de viagens nos Açores e outra com abertura em Abril 2021 em Portugal Continental.


    Contacte ZeniTravel - Nacional

    Venha visitar a nossa agência ou simplesmente envie-nos um email sempre que desejar.
    Estamos abertos a todos os desafios propostas pelos nossos clientes.
    Conheça os AÇORES e MADEIRA com locais, viaje com ZENITRAVEL.
    reservas@zenitravel-nacional.com